ÁREA RESTRITA: BJ CONNECT
 

Geral

17.01.2018

Alunos conectados, ensino digital

Compartilhe esta notícia:   
Alunos conectados, ensino digital

Vivemos na era digital, e as crianças fazem uso da tecnologia cada vez mais cedo. Uma pesquisa realizada pela AVG Technologies em 2014, com famílias de todo o mundo mostrou que 66% das crianças entre 3 e 5 anos de idade conseguia usar jogos de computador. No caso das crianças brasileiras, o levantamento apontou que 97% das crianças entre 6 e 9 usam a internet e 54% têm perfil no Facebook.

A tecnologia é uma realidade para as crianças, e para elas, utilizar dispositivos e meios digitais é tão natural quanto era o uso de papel e lápis para as gerações anteriores. Segundo o coordenador de Tecnologia Educacional do Bom Jesus, Clair Nery Cardoso, utilizada de forma responsável e alinhada com os objetivos pedagógicos, a tecnologia pode ser de grande ajuda na sala de aula ao trazer recursos complementares mediados pelos professores e que facilitam e incentivam a colaboração e a interação entre os alunos.

“Ao incentivar e mediar seu uso didático, as escolas estão permitindo e incentivando que as crianças utilizem e explorem este potencial para seu crescimento. Hoje há amplos materiais de estudo e pesquisa em diversas mídias, inclusive interativas. A tecnologia também favorece os trabalhos colaborativos tanto no mesmo ambiente quanto a distância, de casa”, conta Clair.

No Colégio Bom Jesus, por exemplo, existe uma área de Educação Digital, formada por professores, programadores e game designers especializados que desenvolvem tecnologias educacionais, levando em conta a inovação, a criatividade e o fortalecimento da proposta interdisciplinar do Colégio. Os jogos são utilizados como recurso para auxiliar no aprendizado. Eles permitem que, enquanto se diverte, o aluno seja exposto a uma série de situações e conteúdos, inclusive de simulações, que favorecem o aprendizado e a retenção do conhecimento.

O Bom Jesus oferece, ainda, plataformas de comunicação, interação e colaboração entre os alunos e os professores. Os responsáveis pedagógicos também têm recursos que permitem um ótimo acompanhamento do que acontece na escola. “Criamos e disponibilizamos materiais de apoio e de estudo na forma de vídeos e atividades interativas que são bem populares entre nossos alunos”, completa Clair. A proposta é oferecer estilos variados de aprendizagem para atender aos alunos de forma dinâmica e mais abrangente.

Tecnologia em casa
No que diz respeito ao ambiente familiar, a orientação é que a tecnologia seja encarada como mais uma ferramenta à disposição das pessoas. A recomendação é que crianças sejam orientadas sobre o uso para que acessem de forma consciente e responsável os recursos tecnológicos disponíveis. Vale destacar que interação mediada pela tecnologia entre as pessoas complementa, mas não substitui a convivência presencial.

Esse conteúdo foi publicado no Guia dos Pais do G1 Paraná.