ÁREA RESTRITA: BJ CONNECT
 

Proposta Pedagógica

30.01.2015

Campanha da Fraternidade 2015

Compartilhe esta notícia:   
Campanha da Fraternidade 2015

“Fraternidade: Igreja e Sociedade” é o tema da Campanha da Fraternidade de 2015, promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). E “Eu vim para servir” (cf. Mc 10,45), o lema.

As proposições do tema e do lema têm como objetivo situar a Campanha da Fraternidade de 2015 na memória do jubileu de 50 anos do término do Concílio Vaticano II. Memória essa particularmente ancorada nas reflexões suscitadas pela publicação da “Constituição Dogmática Lumen Gentium” e pela “Constituição Pastoral Gaudium et Spes” , que abordaram – há 50 anos – a missão da Igreja no mundo.

A proposta da Campanha da Fraternidade será abordada nas Unidades do Bom Jesus a partir das primeiras semanas do ano letivo como um dos conteúdos das aulas de Ensino Religioso e também das demais disciplinas escolares. Esse conteúdo requer uma articulação ampla dos saberes docentes para, junto com os alunos, identificar as reflexões que é oportuno desenvolver.

O tema em questão também precisa ser analisado no que tange a fatores da ordem do dia, tais como: vive-se uma verdadeira mudança de época e não só uma época de mudanças; identifica-se tanto um agudo relativismo religioso como uma tendência a fundamentalismos; constata-se que determinadas leis de mercado estão a regular as relações humanas, sociais, familiares e religiosas, levando os mais pobres a ficarem sem o mínimo necessário à dignidade humana (quase metade da riqueza mundial em posse de apenas 1% da população); observa-se crescer a tendência de esfacelamento da soberania nacional diante da hegemonia dos blocos regionais, de abandono de demandas sociais tais como mobilidade urbana, segurança, habitação e outras.

A intencionalidade da Igreja ao propor tal tema para a Campanha da Fraternidade em 2015 está evidente na imagem que ilustra o lema “Eu vim para servir” nos materiais de divulgação da campanha. Em outras palavras, contribuir para a humanização das relações sociais, inspirando-nos principalmente a servir mais, a abaixar-nos tanto quanto possível e lavar os pés até mesmo de quem nos odeia, enfim, a amar a todos sem distinção.



GALERIA DE FOTOS