ÁREA RESTRITA: BJ CONNECT
 

Valores Humanos, Proposta Pedagógica

18.05.2018

Papa Francisco responde carta de alunos do Colégio Bom Jesus

Compartilhe esta notícia:   
Papa Francisco responde carta de alunos do Colégio Bom Jesus

Em tempos de redes sociais e comunicação instantânea a distância, o uso de cartas físicas é praticamente desconsiderado pela atual geração. Porém, foi por meio desse instrumento tradicional e quase esquecido que alunos do Colégio Bom Jesus, no Rio de Janeiro, conseguiram se comunicar com o Papa Francisco, no Vaticano.

Tudo começou com uma proposta pedagógica da Instituição. A ideia era trabalhar o livro “Querido Papa Francisco” (Edições Loyola) com alunos do Ensino Fundamental durante as aulas de Ensino Religioso, em todas as Unidades de ensino do Bom Jesus. A obra reúne respostas do pontífice a perguntas de crianças de diferentes partes do mundo sobre temas variados. “A atividade consistia em ler o livro com a família e também na escola, com colegas e professores”, explica o coordenador de Ensino Religioso do Colégio Bom Jesus, Mário Renato Longen. Após a leitura, os estudantes eram instigados a refletir sobre as respostas relacionadas a temas como morte, conflito familiar e existência de Deus.

Alunos com propósito

A atividade pedagógica foi tão bem-aceita pelos estudantes, que três turmas do 5.º ao 6.º ano do Ensino Fundamental surpreenderam a professora de Ensino Religioso da Unidade Bom Jesus São José (Petrópolis/RJ), Christiani Regina Machado Dias Bailume. O grupo de alunos insistiu no envio de uma carta endereçada ao Papa para agradecer e comentar o conteúdo do livro.

“Nossos alunos adoraram a maneira como o Papa respondeu a perguntas sobre temas complexos para eles, como a morte, por exemplo. A didática do Papa e a linguagem acessível conquistaram a todos e, como gratidão, eles decidiram escrever uma carta ao autor do livro”, conta a professora Christiani.

Com a produção da carta coletiva concluída, os alunos passaram ao principal desafio: como fazer o texto chegar ao Papa. Providencialmente, a professora Christiani lembrou que havia recebido, há alguns anos, uma correspondência do Vaticano em resposta a um pedido de participação em evento das famílias com o Papa. “O envelope está muito bem guardado em casa e, graças a ele, conseguimos recuperar o endereço do destinatário”, explica.

Resposta muito aguardada

O envio da carta, em meados de outubro de 2017, só fez crescer a ansiedade dos alunos na espera por uma resposta. Embora a professora Christiani tenha trabalhado a expectativa com os estudantes, nada era certo. Foi então que, pouco antes do final do ano letivo, a surpresa: chegava à Unidade um envelope com o brasão oficial do Vaticano e, dentro dele, o precioso conteúdo.

Um dos trechos da carta que mais chamou a atenção dos alunos foi: “O sucessor do Apóstolo Pedro os exorta a nunca se esquecerem que Jesus também os ama, conhece o nome e os desejos de cada um de seus familiares e amigos e conta com sua ajuda para ter ainda mais amigos no Brasil”.

“Pode parecer um pequeno gesto, mas para os nossos alunos teve um significado muito grande, ressaltando a importância da fraternidade e da empatia, valores humanos que precisamos cultivar todos os dias”, conclui Christiani.

Confira algumas imagens da produção da carta coletiva na galeria de fotos.

 Clique aqui para ler a carta digitalizada.


GALERIA DE FOTOS


Ver todas imagens