Institucional, Proposta Pedagógica

24.01.2022

Dez dicas para escolher a escola dos filhos

Compartilhe esta notícia:   
Dez dicas para escolher a escola dos filhos

Escolher a escola dos filhos envolve diversos fatores, desde os mais simples – como a distância de casa, por exemplo – até os mais complexos, como os valores e a proposta pedagógica do local. Para auxiliar nesse processo, preparamos algumas dicas compartilhadas pelo Centro de Estudos e Pesquisas (CEP) do Colégio Bom Jesus.

É importante refletir a respeito da escolha da escola para que a formação oferecida pela instituição educacional esteja em consonância com a formação pretendida pela família, de modo que se complementem. Linhas formativas antagônicas, geralmente, tendem a gerar conflitos e não são contributivas para o desenvolvimento da criança, por não propiciarem um ambiente de segurança e de confiança”, avalia Isabel Marconcin, coordenadora de Educação Infantil e Ensino Fundamental – anos iniciais do CEP do Colégio Bom Jesus.

É importante também por envolver a opção por um modelo de formação que impactará, e muito, no desenvolvimento da criança. “Não apenas na formação conceitual e cognitiva, mas no modo de ser e de agir da criança, influenciando seu desenvolvimento socioemocional, por exemplo”, diz Isabel.

As pesquisas de neurociências e de neuroeducação indicam, ainda, a importância de oferecer estímulos adequados às crianças, inclusive as de 0 a 3 anos de idade. Segundo a professora Isabel, por meio desses estímulos são estabelecidas e reforçadas redes neurais, antes da “poda” natural que ocorre por volta dos 3 anos de idade. A qualidade dos estímulos impacta, diretamente, no desenvolvimento integral das crianças, contribui para uma postura favorável à aprendizagem durante toda a vida escolar, bem como para o desenvolvimento de competências mais complexas na continuidade do processo escolar.

1 – Projeto Pedagógico

É importante que os pais tenham conhecimento sobre o projeto pedagógico e a linha metodológica do Colégio. Assim, poderão analisar se as concepções da escola convergem com as expectativas da família.

2 – Valores, preceitos

Conhecer os valores, o carisma e os preceitos que norteiam a proposta pedagógica do colégio, bem como as práticas sociais e as relações entre as pessoas, é essencial, pois reflete algumas das concepções que nortearão toda a prática pedagógica e as vivências escolares. Além disso, fornece algumas pistas a respeito do tipo de formação que a criança receberá ao longo da escolaridade. Por exemplo, no Colégio Bom Jesus há uma preocupação, em todas as etapas educativas, com a formação integral, pautada no humanismo solidário.

3 – Formação bilíngue

Algo que não se discute é a importância da exploração de mais de um idioma desde a Educação Infantil. No entanto, a escolha da modalidade de ensino, o que inclui a quantidade de aulas em língua inglesa, ficará a critério dos pais. No Colégio Bom Jesus, a língua inglesa é ofertada a partir da penúltima etapa da Educação Infantil por meio de três projetos: o Ensino Regular, o Programa de Formação de Bilíngues e o Cambridge International Schools. Ao conhecer cada uma dessas propostas, os pais poderão verificar qual atende melhor suas expectativas em relação à carga horária e à forma de trabalho com a língua inglesa.

4 – Espaços para brincadeiras e áreas verdes

É primordial disponibilizar esses espaços na escola. Brincar é um dos direitos de aprendizagem que permeiam as vivências e as atividades oferecidas às crianças. A brincadeira livre e/ou dirigida tem um papel muito importante no desenvolvimento e na aprendizagem das crianças. Na Educação Infantil, o lúdico se caracteriza como uma estratégia que contribui para a aprendizagem em diferentes campos de experiência. Além disso, a oferta de ambientes variados possibilita a exploração de diferentes movimentos e vivências. 

5 - Biblioteca

A biblioteca é muito importante porque contribui para o desenvolvimento da competência leitora das crianças, além de se caracterizar como uma opção de lazer.

6 – Foco em valores ou conteúdo

Em educação é difícil dissociar a “formação humana” da “formação conceitual”. Por esse motivo, os valores e outras questões, como as socioemocionais, permeiam as vivências escolares. O Colégio Bom Jesus promove diferentes projetos, como a Amorografia, o Virtudes e Atitudes, o Tempo Franciscano e o Bom Jesus Social que oportunizam às crianças e a seus familiares vivências que contribuem para o despertar do humanismo solidário. Há, ainda, o Programa de Desenvolvimento de Habilidades Socioemocionais que auxilia na formação integral da criança.

7 – Mais de um filho em idade escolar – o que considerar

Ao visitar uma escola, é sempre bom conhecer a proposta e os espaços de cada um dos segmentos educacionais, da Educação Infantil ao Ensino Médio, pois torna mais visível (explicita melhor) o tipo de formação que é ofertada e as concepções que norteiam essa formação.

8 - Escola pública ou privada

De modo geral, as escolas observam a legislação e as diretrizes educacionais. Além disso, há no Brasil a BNCC (Base Nacional Comum Curricular), que orienta a organização do currículo. A diferenciação entre as escolas diz respeito à concepção e aos valores que norteiam a ação pedagógica, à abordagem metodológica, às relações que se estabelecem com a comunidade escolar, à integração entre as mídias impressas e digitais, à equipe de trabalho, ao espaço físico, entre outras características próprias de cada instituição. Por esse motivo, visitar a escola e agendar um atendimento para compreender melhor a proposta pedagógica é tão importante.

9 - Horário de funcionamento e transporte escolar

O horário de funcionamento da escola e de atendimento às crianças, bem como a oferta de atividades extracurriculares, transporte escolar, alimentação na escola, também são itens a observar.

10 – Procedimentos com os pais

Deve-se entender como a escola desenvolve a comunicação com os pais, com a família, pois assim todos podem se adequar da melhor forma, em termos de tempo e disponibilidade. No Bom Jesus, o contato família-escola tem início no momento em que os responsáveis agendam uma entrevista para conhecer a escola. Nesse atendimento há uma preocupação em repassar a linha metodológica adotada, o que inclui os valores e as concepções pedagógicas, apresentar alguns dos projetos institucionais bem como os espaços da escola, por exemplo.

No início do ano letivo, é realizada uma reunião pedagógica para apresentação da equipe e para um contato com os professores da turma. Essa conversa inicial contribui para baixar a ansiedade, visto que os pais tomam conhecimento dos procedimentos e das expectativas a partir das vivências e das atividades que serão oportunizadas às crianças. No decorrer do ano letivo, são agendados, pela professora da turma, atendimentos individualizados para análise do desenvolvimento e da aprendizagem da criança. Os atendimentos também podem ser agendados pelos responsáveis, sempre que necessário.

AGENDE UMA VISITA