Valores Humanos

25.06.2021

Bom Jesus Lourdes faz homenagem a profissionais de saúde com cartinhas escritas pelos alunos

Compartilhe esta notícia:   
Bom Jesus Lourdes faz homenagem a profissionais de saúde com cartinhas escritas pelos alunos

O Colégio Bom Jesus Lourdes, localizado em Curitiba (PR), prestou uma homenagem aos cerca de 1,6 mil profissionais que trabalham nos hospitais Cajuru e Marcelino Champagnat, em Curitiba (PR). Os estudantes do Ensino Fundamental l até a 3.ª série do Ensino Médio escreveram 1,6 mil cartinhas com mensagens de apoio, gratidão e amor que foram entregues a eles, juntamente com outros mimos preparados pelo Colégio especialmente para a ocasião.

A homenagem contou ainda com as apresentações musicais dos professores de música do coral do Colégio e do quinteto de sopro da Polícia Militar do Paraná.

A ação com os profissionais que trabalham na área da saúde faz parte do projeto “Cartas que Abraçam”, criado no Colégio em consonância com os valores franciscanos do Grupo Educacional Bom Jesus que são incentivados em sala de aula junto aos alunos. Solidariedade e amor ao próximo estão entre esses valores.

Nas aulas, os professores aproveitam para trabalhar com suas turmas a confecção de textos, entre os quais o gênero carta, e, claro, o incentivo às virtudes que compõem a formação integral do ser humano. Grande parte dos funcionários do Colégio participou direta ou indiretamente da ação.

A técnica de enfermagem e auxiliar da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital, Graziele Martins, se emocionou com a ação do Colégio. “Meus olhos se encheram de lágrimas. Até brinquei: não posso chorar, pois está quase na hora da medicação e nós precisamos estar concentrados para isso", disse.

O professor de Formação Humana do Colégio Bom Jesus Lourdes, Jean Michel da Silva, ressaltou a importância da ação para que os estudantes pratiquem essas virtudes e para levar um pouco mais de alento a quem enfrenta os desafios da saúde todos os dias. "Com esse projeto, nossos alunos puderam vivenciar valores e virtudes que consideramos essenciais para uma vida mais feliz e harmoniosa, como a compaixão, o diálogo, a fraternidade e o amor. Foi uma experiência valorosa e que, certamente, marcará os corações de nossas crianças, adolescentes e jovens e também de nossos profissionais da área da saúde", afirmou o professor.

A gestora do Bom Jesus Lourdes, Cleide Barbosa, lembrou os contrastes que são vivenciados no mundo, fazendo uma alusão à distância entre o hospital e o colégio: apenas uma rua. De um lado, há pessoas construindo seus sonhos; do outro, pacientes vendo seus caminhos sendo interrompidos por doenças tão graves, mas que são amparados e cuidados por profissionais competentes, dedicados e que às vezes deixam de lado suas famílias para atendê-los.

Cleide ressaltou que, como a comunidade escolar não pode ir até os profissionais por causa das normas sanitárias, as cartinhas fazem esse papel. “São palavras que demonstram a nossa fé e o nosso carinho por quem procura mais consolar do que ser consolado. E, se houver momentos de tristeza, que eles se lembrem de que estamos logo do outro lado da rua, vibrando na mesma sintonia: a do amor ao próximo”, declarou a gestora.


GALERIA DE FOTOS


Ver todas imagens
AGENDE UMA VISITA